OBJETIVOS

Valorizar o trabalho das assistentes sociais e denunciar as formas de exploração

Nós, assistentes sociais, trabalhamos em várias áreas, como a assistência social, saúde, previdência social, educação, sociojurídico, habitação, direitos humanos, entre outras, lidando cotidianamente com as expressões da questão social. Somos mulheres da classe trabalhadora, nosso trabalho deve ser valorizado e qualquer forma de exploração deve ser combatida!

Incentivar o olhar apurado da categoria às questões de classe, raça e gênero

Nosso trabalho nas diferentes políticas sociais deve ser perpassado pelo debate sobre as mulheres e relações patriarcais de gênero. Como o fato de ser mulher, por exemplo, impacta o não acesso da população usuária a direitos fundamentais, como emprego e trabalho, saúde, alimentação, educação, assistência social, habitação e outras?

Valorizar a diversidade e pluralidade das mulheres e 'mulheragear’ as assistentes sociais!

Somos assistentes sociais negras, indígenas, brancas, quilombolas, periféricas, com deficiências, lésbicas, bissexuais, cis e trans, das cidades, do campo, com diferentes padrões estéticos. Queremos ‘mulheragear’ grandes mulheres que construíram ou que seguem construindo a profissão cotidianamente!

PLANEJAMENTO

Até 2023, serão lançadas peças gráficas, a partir de datas do calendário de lutas do Serviço Social, muitas delas fazem parte da agenda feminista.

Os materiais servem de referência para debates, rodas de conversas e outras formas de diálogo da categoria com a população usuária nos espaços de trabalho.

Campanha de Gestão 2020-2023 CFESS-CRESS Nós, Mulheres, Assistentes Sociais de Luta. Todos os direitos reservados. As fotos de assistentes sociais foram cedidas para uso da campanha, não podendo ser utilizadas, copiadas ou reproduzidas sem autorização das próprias profissionais.

×